segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Ganha mas não leva!

Foi realizada neste domingo a sexta etapa do Campeonato Paranaense de R/C na pista da CAAR localizada no bairro da Sta. Cândida em Curitba. Desta vez o show ficou por conta do piloto Hamilton Neto (Dino Racing) na categoria Pró e de Sandro Lopes na categoria light. Após um Sábado chuvoso, quando ninguém conseguiu andar, o sol apareceu no Domingo e a etapa pode ser realizada.

O piloto Hamilton Neto não deu chance pra ninguém, nas tomadas de tempo fez a pole position, venceu a semifinal com duas voltas de vantagem e ganhou a final quatro voltas a frente do segundo colocado. Nas tomadas de tempo de 5 minutos, Netinho é o primeiro, Gabriel Brito fica em segundo lugar, Luiz Carlos é o terceiro, Vitor Ohta o quarto.

Jonas Ferstemberg e Kenedi Quequi que dividiam a liderança do campeonato não conseguem boa tomada de tempo. Após a vistoria os carros dos três primeiros colocados em cada sessão são aprovados pela direção de prova, que considera todos dentro das especificações.


Nas semi Neto vence com Lincoln Almeida estreando um novíssimo Kyosho em segundo lugar, Luiz Carlos May chega em terceiro, Jonas é o quarto, Gabriel o quinto e Kenedi o sexto. Novamente os carros dos três primeiros em cada sessão são aprovados pela direção de prova que considera todos dentro das especificações técnicas que regem o campeonato.



Na final Hamilton Neto larga na ponta, Lincoln é o segundo, Gabriel o terceiro. Jonas e Kenedi se envolvem em acidente e caem para as últimas posições. Netinho larga com pneus muito altos e é ultrapassado por Gabriel, três voltas mais tarde é ultrapassado por Lincoln Almeida.


Na briga dos líderes do campeonato a disputa é intensa com pequena vantagem para Jonas Ferstemberg. Os pneus começam a abaixar e Netinho inicia recuperação em relação aos líderes da prova. Ultrapassa Lincoln Almeida e muito lentamente vai tentando alcançar Gabriel. Na volta 104, Gabriel entra para abastecer e Netinho assume a ponta.


Ao sair dos boxes o carro de Gabriel apaga e seu mecânico percebe o rompimento da mangueira de pressurização do tanque de combustível. O piloto perde muitas voltas e a chance de disputar a prova. Netinho esta com 3 voltas de vantagem sobre Jonas e Kiddy Silva que disputam volta a volta a segunda posição.


Gabriel volta para a pista e inicia uma sucessão de voltas mais rápidas, numa tentativa violenta de recuperar as posições perdidas. A prova termina com vitória do piloto Dino Racing Hamilton Neto, Kiddy Silva chega em segundo, Jonas Ferstemberg é o terceiro, Gabriel Brito ainda consegue a quarta posição. Vitor Ohta é o quinto.

Pela terceira vez os carros são submetidos à vistoria técnica. Desta vez uma irregularidade é encontrada no carro do vencedor, a altura do aerofólio. A desclassificação do piloto é anunciada e a equipe entra com recurso solicitando nova verificação, considerando que nas vistorias anteriores o carro fora aprovado.


O mecânico e pai do piloto explica aos comissários que nenhuma alteração foi feita no aerofólio, e que somente pode creditar o aumento da altura, a uma batida na cerca de proteção da pista que o carro sofre, no único erro do piloto em toda a prova, fato este que danificou a peça, inclusive criando um vinco de amassado no mesmo. O recurso não foi aceito pelos comissários e a desclassificação foi mantida.


Com a desclassificação do piloto Dino Racing, Kiddy Silva fatura sua segunda vitória no ano, Jonas Ferstemberg assume a liderança isolada do campeonato, e Vitor Ohta empata com Kenedi na briga pela segunda colocação no campeonato. Lamentável o número de vezes que a prova foi interrompida em razão de problemas no sistema de cronometragem.


A última etapa do campeonato será dia 26 de outubro na pista da Sociedade Thalia e antes ainda, nos dias 18 e 19 em Indaiatuba será realizado o Campeonato Brasileiro de Protótipos cat 1/10. “Estamos preparando uma carro novo para disputar o brazuca de borracha e a confiança de um bom resultado é muito grande.


Vamos utilizar a experiência adquirida na Copa PR-SC 2008 para melhorar ainda mais o carro” declarou Hamilton Jr, presidente da Dino Racing.Infelizmente não temos os resultados da categoria light, sabemos que Sandro Lopes venceu, Antonio Villl chegou em segundo e Jorge Salmini foi o terceiro. Jorge também foi desclassificado por problemas técnicos.

Fonte: Hamilton Júlio Jr - Assessoria Dino
Fotos: Nilton Ohta

Um comentário:

Anônimo disse...

muito boa a reportagem sobre a prova na caar e um furo de reportagem, pois saiu antes do que no site da Caar. Para informação o quarto colocado da light, com a desclassificação do Salmini, foi o William Capitelli.

Abraços
Luiz Gustavo Moura
Caar