segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Peso leve ou peso mosca? A polêmica das bolhas!

O assunto sobre a espessura das bolhas TC sedan vem ocupando uma área meio turva por alguns anos. Julgando pelo número de e-mails que Dale Epp da Protoform recebe sobre este assunto toda semana vindo de pilotos e organizadores nos mostra que ainda existe muita confusão por aí.

Dale Epp tenta explicar a perspectiva dele neste tópico para aqueles que ainda tem dúvida neste assunto.

Desde o início das atividades neste negócio em 1992 o normal era folha de lexan para bolhas de R/C de competição com 0.8mm. Assim sendo tinham um peso idêntico que Dale Epp chama de “Regular Weight” (RW). Mas claro que havia exceções como as bolhas para corridas ovais mais pesadas e as bolhas de 0.5mm que eram fabricadas para a categoria 1/12 (como eram menores, mais baixas e com um formato característico o resultado final era bolha com integridade e rigidez mesmo sendo mais fina).

Aproximadamente 5 ou 6 anos atrás, Mark Pavidis realizou alguns testes reais com bolhas de 0.5mm estilo sedan TC já pela PROTOFORM. Ele chegou a conclusão que o chassis reagiu positivamente com o baixo CG resultante (especialmente no carpet) porém havia muitos aspectos negativos para se lidar usando as bolhas 0.5mm. Dale Epp chama estas bolhas de Ultra Light Weight (ULW).

1- A bolha deformaria em alta-velocidade dando uma sensação inconsistente. Ocasionalmente a bolha ficaria deformada precisando assim de reforço em fendas e partes mais críticas.

2- Era mais difícil de serem pintadas pois ao se usar máscara líquida um toque mais forte da lâmina do estilete com a máscara cortava a bolha também ou, se não cortasse deixaria a mesma com um ponto mais fraco. No futuro pilotos TOP iriam usar a bolha nas A-Mains com apenas uma cor evitando danos durante a pintura. Não seria algo com o visual que temos hoje em dia.

3- As bolhas poderiam ser danificadas mesmo antes de irem para a pista. Um amassado durante a linha de produção iria enfraquecer a bolha permanentemente. Seria bem coerente assumir que haveria danos durante o envio causando mais um dano na bolha.

4- Entretanto as bolhas de 0.5mm seriam destinadas aos competidores profissionais mas com certeza iriam acabar também nas mãos de competidores novatos que desejam o melhor set-up e não se importariam de gastar um pouco mais com isso. Estes mesmos competidores iriam derramar lágrimas ao danificar a bolha na primeira corrida e com certeza ficariam bravos com a Protoform.

5- Também acharam que a qualidade geral das corridas também iria sofrer com o “novo problema das bolhas” como bolhas deformadas atrapalhando os recolocadores e até mesmo sendo danificadas por eles por falta de cuidado.

6- Mais despesas para o piloto intermediário sem patrocínio que teria que comprar mais bolhas devido à vida curta das novas bolhas. Com os prós e contras... Os contras iriam ganhar de 6 a 1. Assim a protoform decidiu que a bolha de 0.5mm não era algo que eles queriam produzir ou vender – nunca. Era simplesmente algo ruim para corridas de TC na opinião da Protoform e eles nunca tiveram este “coisa negativa” associada ao nome PROTOFORM. Alguns pilotos patrocinados ainda pediram uma produção exclusiva mas mesmo assim a protoform resistiu.

Aproximadamente 3 anos atrás ficou claro que algumas bolhas de competição fabricadas no Japão eram mais leves que as bolhas da PROTOFORM – algo em torno de 20 a 30 gramas. Alguns dos pilotos patrocinados pela Protoform questionaram se poderia ser feito algo com peso similar.

No esforço de se manter competitiva no mundo das corridas a protoform achou um fornecedor de lexan de 0.6mm. As primeiras bolhas protótipos resultaram em uma bolha 30 gramas mais leve e sem os efeitos negativos das bolhas de 0.5mm. Quando a protoform se sentiu confiante que poderia produzir algo de qualidade e em grande volume criou as bolhas Light Wieght (LW).

E com estas bolhas disponíveis em vários modelos como Mazda 6, Mazda Speed 6, Stratus, etc a protoform obteve sucesso nas corridas de alto nível assim como nas corridas de clubes e associações sem nenhuma reclamação até a data de hoje. Dale Epp acha que mesmo assim, alguém deve ter tido problema com as Light Weight.

Como muitos de vocês sabem alguns anos atrás a PARMA decidiu produzir as já conhecidas bolhas deles, ALFA 156 e Mohawk, usando o lexan de 0.5mm (ULW) e desde então estas bolhas vêm dominando as corridas no Carpet e se tornaram algo indispensável para quem quer ser competitivo no nível profissional no carpet e com pneu de espuma. Entretanto, aqueles 6 aspectos negativos mencionados acima que a Protoform previu 5 ou 6 anos atrás se tornaram parte do cenário das corridas no carpet com pneu de espuma.

Por favor, entendam que isto não é um ataque ao pessoal da PARMA. Dale Epp afirma que tem muito respeito pro Paul e Mike da PARMA coisa que não pode dizer honestamente de outros fabricantes de bolhas.

O pessoal da PARMA simplesmente teve uma perspectiva diferente do assunto e fizeram o que achavam correto. Eles têm todo o direito de fazer o que eles quiserem. O principal problema para Dale Epp é: Por que fazer algo que está prejudicando as corridas no carpet/espuma em um momento de crise? A categoria precisa de uma transfusão de boas idéias na atual conjuntura.

Como o pessoal que sanciona as bolhas que podem ou não ser usadas nos eventos ROAR não desejam se envolver no assunto estipulando peso e espessura das bolhas, ficou a cargo dos fabricantes, competidores e organizadores trabalhar mais esta idéia.
A boa notícia é: está acontecendo! Organizadores, pilotos e fabricantes estão conversando a respeito.

A PARMA decidiu que vai puxar a nova geração das bolhas GBS (Global Body Spec) nas versões para carpet/espuma apenas na versão RW (Regular Weight) que são bolhas com 0.8mm de espessura. A PROTOFORM seguiu o exemplo da PARMA e vai oferecer as bolhas R9-F versão carpet/espuma apenas na versão RW também, com 0.8mm de espessura.

Os organizadores do IIC – International Indoor Championship 2008 e do US Indoor Champs 2008 em Cleveland também apoiaram a idéia e as bolhas de 0.5mm ULW foram proibidas, não puderam ser usadas em ambos os eventos. (Scotty Ernest, organizador do IIC cometeu um engano ao proibir as bolhas LW ao invés de ULW mas foi algo sem má intenção.).

A Protoform vai continuar a produzir a maioria das bolhas na versão RW e irá produzir as bolhas com destino específico para corridas com pneus de borracha tanto nas versões RW como LW com códigos diferenciados para cada uma.

Dale Epp, esperando que este esclarecimento tenha sido útil se despede.

Dale Epp – Protoform Race Bodies

Fonte: RC Touring

Nenhum comentário: