quinta-feira, 14 de abril de 2011

O mundial até o momento.

Neste mundial tivemos de tudo, coisas boas como nosso amigo brasileiro Flávio Elias liderando os primeiros treinos livres e coisas ruins, como os pilotos usando os aditivos de pneu que desde o mundial da Argentina estavam proibidos.

Por causa do lance dos pneus com aditivo perdeu-se um dia inteiro de treino com discução e argumentos até acharem uma solução. Uma solução não muito ideal, mas é uma solução. Agora, os pneus ficam em parque fechado e em seu tamanho original.

O piloto só tem acesso aos pneus no momento de correr e para tornear os pneus, todo o procedimento deve ser feito no parque fechado e diante de fiscais da IFMAR. Nós brasileiro temos mania de dizer que somos espertinhos, gostamos do jeitinho mas neste mundial outros países mostraram que tem essa "Lei de Gerson" bem a flôr da pele.

Esta nova regra pode culminar para algo ruim, quem sabe no próximo mundial seja até pneu controlado. Hoje o combustível é controlado por causa de pilotos que trapacearam no passado. Pneu controlado é algo complicado, envolve muitas marcas, muitos interesses.

A melhor solução seria liberar geral, controlar o aditivo. Pode usar mas apenas tal marca, tipo e fornecido pela organização. Seria uma solução mais justa e correta pois o aditivo usado hoje não tem cheiro e nada impede o piloto de ensopar seu pneu novo, deixar a espuma absorver e secar a superficie e entregar para a organização.

Na hora de tornear o pneu, o aditivo já estaria na espuma mais profunda, empregnado e sua ação ainda teria efeito na pista. Mas, solução dada, solução aceita.

Hoje continua o domínio de Robert Pietsch seguido do nosso conhecido Atsushi Hara. Hara se meteu no mundial de off como um estreiante e levou e agora chegou no mundial de 1/8 IC digamos, um pouco mais conhecido e está mostrando para o que veio com seu Mugen impulsionado por um OS (um dos poucos que faz 5 minutos com 1 tanque).

Nosso amigo Flávio Elias precisa de um heat com 37 voltas para conseguir um resultado melhor. Todos sabem e apostam que ele é capaz mas a coisa está difícil. No momento se encontra em 16º lugar o que lhe garante vaga na Semi-Final uma boa coisa já.

A torcida é grande por Flávio Elias, Henrique Winik e Marcelo Giovanetti estes dois estão dando muito azar mas vamos que vamos. Daqui a pouco recomeçam as classificatórios e a torcida continua.

A decepção até agora está sendo o multi-campeão, Lamberto Collari que não está nem entre os TOP 20 e neste momento estaria disputando as quartas de finais para tentar arrumar uma vaga na final. Decepção sim, mas campeão é campeão... olho nele!

Classificação geral após 3 dos 4 rounds classificatórios:

1. Pietsch, Robert (D) – 37L/10:12.769 R1
2. Hara, Atsushi (JP) – 37L/10:13.653 R3
3. Balestri, Dario (IT) – 37L/10:14.446 R1
4. Shimo, Takaaki (JP) – 37L/10:15.456 R3
5. Fukuda, Keisuke (JP) – 37L/10:15.730 R3
6. Ielasi, Daniele (IT) – 37L/10:15.785 R3
7. Terauchi, Takehiro (JP) – 36L/10:01.206 R1
8. Morganti, Paolo (USA) – 36L/10:02.815 R1
9. Romagnoli, Michele (IT) – 36L/10:04.437 R1
10.Verjak, Meen (THA) – 36L/10:04.739 R1
11.Salemi, Walter (IT) – 36L/10:04.889 R2
12.Shimazaki, Shinya (JP) – 36L/10:05.307 R1
13.Salven, Michael (D) – 36L/10:05.691 R2
14.Kurzbuch, Simon (CH) – 36L/10:06.193 R3
15.Vrielijnck, Rick (NL) – 36L/10:06.710 R1
16.Elias, Flavio (BRA) – 36L/10:07.048 R1
17.Cyrul, Josh (USA) – 36L/10:07.384 R2
18.D’Hondt, Robin (BEL) – 36L/10:07.828 R1

Acompanhem ao vivo pelo liverc.com
Fotos: Redrc

Nenhum comentário: