terça-feira, 30 de outubro de 2012

Novamente de XRAY!

Nosso hobby serve para muitas coisas inclusive medicinais, aqui conseguimos fazer amigos e foi assim que em 2007 conhecemos um cara tão detalhista que chegava a ser chato.

De 2007 até agora o chato virou amigo, depois virou parceiro e agora em 2012 com apoio da FS MODELSPORT MZ e suporte direto da XRAY esse nosso amigo chato virou piloto oficial XRAY no Brasil e por enquanto o único!

Felipe Franceschi fechou uma acordo com a XRAY através da FS MODELSPORT MZ e agora é o mais novo contratado da fábrica. O patrocínio tem suas exigências mas é um bom acordo tanto para XRAY quanto para nós da FS MODELSPORT MZ e claro para o piloto.

Agora vamos acompanhar a performance do Felipe no brasileiro de 2012 e nos campeonatos de 2013 em diante. Felipe, seja bem-vindo à equipe XRAY novamente. Em 2007 andou com XRAY depois surgiu um patrocínio de outra marca, retornou à XRAY em 2009 até 2011 e agora este ano fechou algo mais sério com a marca.

Felipe nos disse o seguinte sobre esta nova parceria com a XRAY:

"A XRAY é uma marca que eu sempre adorei pela qualidade de seus produtos, tanto é que já andei de XRAY T2'007, T2'009 e T3'11 e acho seus carros excelentes. Nunca tive a oportunidade de andar com patrocínio direto de fábrica deles e agora a oportunidade apareceu através da FS MODELSPORT MZ. 

Não vejo a hora de colocar meu mais novo chassis XRAY T4 em ação neste Campeonato Brasileiro de 2012. Espero que essa nova fase no RC seja muito proveitosa e que eu possa obter ótimos resultados ao longo do ano que vem."

Fiquem ligados pois o brasileiro está próximo e o Felipe já está montando o seu novo chassis neste momento!

Foto: Felipe Franceschi

sábado, 27 de outubro de 2012

Vim, vi e vou vencer!

E finalmente chegaram os novos XRAY T4 em nossas pistas. Todos estão sendo entregues ou em fase de montagem.

Estamos montando o kit que iremos usar no brasileiro de 2012 e princípio o carro é idêntico ao T3 na parte de drive train (diffs, correias e polias centrais) as balanças também são as mesmas do T3 porém tanto o upright traseiro como os steering blocks agora vem na versão HARD que antes era opcional no T3.

O upperdeck é novo, eliminaram a fixação do rolamento central pela peça de composite que muitos danificavam por apertar de forma exagerada. Agora o rolamento é fixado diretamente pelo próprio upperdeck que também tem mais parafusos. Em pancadas violentas de frente o upperdeck tanto do modelo 2011 quanto do 2012 era o primeiro a ir para o espaço.

A fixação do upperdeck do T4 parece ser melhor projetada e não sabemos se irá sofrer tanto com pancadas de frente. O chassis também parece estar mais estreito se comparado ao T3 2012, o chassis tem exatos 93mm de largura. Um detalhe simples que não parece ser tão relevante é o limitador de curso que tem na parte de linkagem de direção. Esta peça é algo muito bom de ser ter... com ele não tem como o steering block dar batente causando desequilibrio no chassis. Nota 10, tão simples que não sei por que ninguém fez isso antes.

A fixação da barra estabilizadora traseira nos bulkheads ficou identica a fixação da dianteira o que facilita muito o manuseio da mesma. Em suma, o carro tem evoluções muito interessantes e alguns opcionais agora estão inclusos como o reformulado suporte para o servo de direção que nada mais é do que uma evolução do antigo opcional que usamos no 2012.

Todos já sabem que o CG do T4 baixou mais um pouco através das modificações nas torres dos amortecedores e até o para-choque ficou mais fino... o carro tem tudo para ser mais estável e fácil de pilotar e alguns depoimentos que achamos nas redes sociais comprovam isso.

Agora vamos falar das partes que sentimos mais, que temos mais resistência em aceitar até por que o homem não está muito favorável a mudanças, sair da zona de conforto é algo muito difícil para o ser humano. Mudanças são sempre necessários em busca da evolução mas nessa busca perdemos o nosso velho sistema de regular os furos do amortecedor com os cliques apenas, sem mudar os pistões!

Outro fator que causa um espanto é o tamanho dos amortecedores. Os corpos agora são de alumínio, essa foi uma boa mudança mas parecem um bujão de gás de 10kg, baixinho e gordinho! Isso causou uma coisa estranha... ver aquele amortecedor "gordinho"e pequeno. Essa mudança foi necessária para baixar o CG com torres menores e ele ficou "gordinho"para conter o mesmo volume de óleo que os velhos amortecedores.

Outra coisa que tem causado um "zum zum zum" é a nova fixação do motor que fica concentrada em dois furos da parte inferior do motor. Todos estão perguntando se vai aguentar... na montagem vimos que realmente essa dúvida fica no ar mas ao montar o motor notamos que não há muito espaço para o efeito alavanca e o motor fica muito bem fixado no suporte.

Conclusão... em partes é o mesmo e velho bom XRAY, drive train, balanças, steering blocks mas ao mesmo tempo tem poucas mudanças que parecem ser GRANDES mudanças e agora para ver o efeito disso só terminando a montagem e indo para a pista testar.

Fiquem ligados nos XRAY que teremos nas pistas do Brasil, teremos carros em São Paulo e Paraná logo agora no início das atividades do T4.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Paranaense 2012, finito!

Campeão e Vice-Campeão 2012
E o Campeonato Paranaense de Elétrico categoria Super Stock chegou ao fim e mais uma vez foi um evento de sucesso. 

Mesmo na última etapa tivemos um grid bom, 14 pilotos compareceram e prestigiaram a nossa última etapa.

Infelizmente, a chuva atrapalhou o evento e por causa dela foram realizados apenas a tomada de tempo e 2 heats de cada grupo. 

Ao comparecerem apenas 14 pilotos o campeonato já estava definido, já sabíamos o campeão, vice e terceiro lugar do Paranaense de 2012.

O campeão de 2012 é o Véittel, Luiz Sergio Gonzaga seguido por Flávio Salinet e em terceiro lugar ficou Otávio Langowski. 

O resultado completo do campeonato pode ser visto acessando a tabela de 2012 (clique no banner do evento na coluna da direita) lá você verá o resultado de cada etapa e o final do campeonato.

Emir Melhem - Campeão 2012
Nesta última etapa tivemos a presença de Rodrigo Sponholz, estreando na categoria e já levando um troféu para casa e o retorno de Fabiano Franco e André Brandt às pistas. Vamos ver se ambos continuam e correm o brasileiro.

Nesta etapa de elétrico foi realizada também a última etapa do Paranaense de 1/10 200mm. 

O pessoal antecipou a corrida para junto da nossa por causa das eleições e assim pudemos acompanhar a disputa da Categoria Light, única que teve sua final realizada. 

O estreante da etapa!
Na disputa estavam Rafael Posnik, Maurício Jr e Emir Melhem todos com 200 pontos então era... quem ganhar, ganhou!

Quem levou a melhor foi Emir que levou a etapa e o caneco, seguido por Maurício Jr que ficou com o vice-campeonato. Mais informações sobre o campeonato dos nitro visitem o site da CAAR.

Agora, toda a atenção está voltada para o campeonato brasileiro que será realizado dias 23/ 24 e 25 de Novembro na pista da CAAR.

Esperamos a presença de amigos de São Paulo, Santo André, São Bernardo do Campo, Maringá, Campinas além de muitas outras cidades que irão aparecer por aqui para presenciar o evento.

As inscrições estão chegando ao fim, quem quiser correr tem até dia 17/11 para fazer o pagamento da inscrição.

Nos vemos no brasileiro!

Fotos: Nilton Ohta

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

E o fim está próximo!

Calma gente, não é o fim do mundo! O nosso campeonato paranaense que está chegando ao fim e já temos um campeão ficando agora a disputa pelo vice-campeonato.

Neste fim de semana teremos a 7ª e última etapa do Campeonato com mais uma pequena reforma na pista buscando a melhoria pois o campeonato brasileiro está bem próximo.

Quem vai prestigiar nossa última etapa? Esperamos um bom grid e mais uma grande festa! 

Mas ATENÇÃO, o horário de verão começa na madrugada deste sábado para domingo então adiantem seus relógios em 1 hora e não cheguem atrasados para mais esta etapa.

Nos vemos lá!

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

A fera foi revelada!


Algum tempo atrás mostramos uma foto do que poderia ser o novo XRAY T4 e pelo que vimos, a nossa foto não estava longe da verdade. 

Finalmente o  carro  foi  revelado, seu preço ainda não mas podemos afirmar que no brasileiro vai ter XRAY T4 andando.

É a 4ª geração de um carro sempre muito bem conceituado, a evolução da tão boa e bem sucedida plataforma T3. A geração do T3 foi uma excelente plataforma com seus T3, T3'11 e T3 2012 e agora para substituir só poderia ser o XRAY T4 e não se espera nada dele que não seja superior seus irmãos mais velhos.

O novo XRAY T4 tem um chassis novo, upperdeck novo, torres de amortecedores mais baixas visando assim um CG ainda mais baixo do carro. Novos  bulkheads, fixação do motor reformulada e agora livre daquele jeito chato de regular motor com chave no meio da coroa, novo sistema de direção e agora o sistema de fixação do servo livre do infeliz e indesejável "tweak" do chassis vem como item de série e reformulado.

O lado bom para quem vende é que poucas peças foram totalmente reformuladas. Todo o sistema de drive-train se manteve o mesmo com polias centrais de 20T, polias dos diff de 38 e ratio interno de 1.9. Claro que com as mesmas polias as correias são as mesmas também.

Na traseira, os uprights agora são os HARD que eram opcionais no T3 mas a geometria da peça continua a mesma. O para-choque ficou mais fino para acolher melhor a bolha mas com todas esta mudança o que mais chama a atenção são os novos amortecedores e molas.

Depois de mais de 10 anos pedindo por amortecedores de alumínio a XRAY lança o seu XRAY T4 com corpo de alumínio e no total, o amortecedor ficou 8mm menor.  Agora temos novas molas menores e na traseiras as famosas molas progressivas. Claro que ganhamos um item que sempre pedimos e perdemos outro que era tão apreciado e muito útil nas regulagens... os novos amortecedores não tem mais o sistema de regulagem de furos sem desmontar o pistão inteiro.

Agora vamos esperar para saber preço e performance... e para testar a performance onde melhor do que no Campeonato Brasileiro de 2012?

Nos vemos nas pistas e fiquem ligados no novo XRAY T4.

Fonte: XRAY