segunda-feira, 12 de outubro de 2020

TEC TEC TEC nunca mais!

Algumas pessoas andam tendo um "problema" com os novos chassis MIDMOTOR.  Na verdade, não é um problema, é um barulho chato que não interfere na performance do chassis mas todo barulho que percebemos nos incomoda muito enquanto estamos nos boxes.

Usarei aqui, figuras ilustrativas do chassis que tenho mais familiaridade que é o XRAY T4'20 mas o problema e a solução se aplica a todos os MID MOTORS.



Infelizmente, esse é um lance comum no T4'20 e depois de muita investigação chegaram a conclusão que a causa desse barulho xarope seria o seguinte:

O click ou melhor, TEC TEC TEC vem da folga do pulley central e do layshaft da coroa. Para eliminar ou para diminuir quase por completo o barulho pode-se usar a graxa de graphite da HUDY entre o pulley e o layshaft para reduzir a fricção, desgaste e também o barulho xarope. Você pode também usar uma fita dupla-face daquelas vendidas em papelaria. Uma bem fina estilo DUREX. 

Pode usar a dupla-face fina, Shoe-goo ou até mesmo um pouco, bem pouco mesmo, de cola CA para fixar o pulley no layshaft. Isto irá eliminar o barulho. 

Todos os chassis MIDMOTOR com o convencional pino em cruz faz o click ou TEC TEC TEC. É normal e com a tensão das correias você pode notar o barulho em velocidades baixas. O Zero Tribe e outros aftermarket também tem o mesmo detalhe.

Honestamente não vejo como uma falha de design ou algo assim que possa criar uma perda de performance. Isto também pode acontecer com os velhos chassis com motor traseiro se as polias são muito velhas ou as correias muito gastas e laciadas. 

No momento, esta é a solução que temos e esperamos ter ajudado.

Fonte: FS MODELSPORT e Alex Hagberg

domingo, 27 de setembro de 2020

Esqueceu a tesoura em casa!


Hoje, dia 27 de Setembro, foi realizada a 2ª etapa do Paranaense Stock e Modified e 4ª etapa do Curitibano Stock e Modified na CAAR. Nesta etapa o circuito utilizado foi o novo no sentido horário.

Lembrando que a CAAR tem 2 traçados que são utilizados em ambos os sentidos.

Gustavo Zem prometeu humilhar os adversários, pessoalmente nos disse que faria barba, cabelo e bigode mas Zem esqueceu a tesoura, ganhou a etapa e fez a melhor volta mas o cabelo ficou por conta de Otávio Langowski que fez a pole.

Infelizmente, a pademia e o atual valor do dólar está afetando seriamente nosso Hobby e o grid na Modified se resumiu a Lucas Baruffi que levou a etapa por WO. O clima, bom, esse dispensa comentário pois estamos passando por uma estiagem massacrante e o sol tem sido garantido nas etapas faz algum tempo já.


O grid da categorias Stock ficou assim:

1) Gustavo Zem - XRAY T4'20

2) Otávio Langowski - Awesomatix

3) Leandro Rodrigues - Awesomatix 

4) Clarel Castilhos - XRAY T4'20

5) Rodrigo Stella - Mugen MTC1

6) Chico Lima - XRAY T4'20

7) Thiago Silvestrini  - Yokomo

Na categoria Modified, com apenas 2 pilotos inscritos e um presente. O grid ficou:

1) Lucas Baruffi - Mugen MTC1
2) Lincoln Almeida - ARC R11

Que venham as próximas etapas e vamos aguardar novas promessas deste talento, piloto extraordinário que é Gustavo Zem.  Ele prometeu humilhar os concorrentes em todas as etapas.

Brincadeiras a parte, o destaque é o desempenho de Otávio Langowski, temos que tirar o chapéu pois este que vós escreve já sente dificuldade em pilotar, vista já não ajuda, reflexo já não é o mesmo e vemos Otávio dando trabalho e até ensinando algumas lições. 

Parabéns Otávio, Zem e Leandro!

Nos vemos na próxima etapa.

Fotos: Nilton Ohta
Vídeo: Thiago Silvestrini

quinta-feira, 28 de maio de 2020

Brasileiro Virtual 2020

Todos nós estamos esperando o início das temporadas de Formula 1, Stock Car, Indy, DTM, Formula E, Nascar e do nosso tão amado Hobby. Mas com este maldito vírus tudo está estranho, diferente.

Hoje vivemos de lives com pilotos e de corridas virtuais com narração e pilotos profissionais dos dois mundos em ação, é isso mesmo, tem piloto profissional no mundo virtual.

Tem equipes virtuais com salários para seus pilotos. Então enquanto não temos nossas corridas reais vamos afinando o dedo no mundo virtual também e porque não termos o campeonato brasileiro virtual.

Com essa idéia em mente, com o apoio da CAAR, FEBARC, Cervejaria Artesanal Garoa e do VRC PRO teremos de 30 de Junho à 14 de Julho o Campeonato Brasileiro Virtual da categoria 1/10 Elétrico 13.5 SPEC e de 15 de Julho à 29 de Julho teremos o Campeonato BrasileiroVirtual da categoria 1/8 PRO.

Teremos Main A, B e C e o 1º colocado de cada uma será premiado da seguinte forma:

Main A - 6 meses de licença All-inclusive + 1 kit da Cerveja Garoa
Main B - 3 meses de licença All-inclusive
Main C - 1 mês de licença All-inclusive

Quanto custa para participar? Nada! o VRC PRO tem pistas grátis e iremos organizar o evento em duas pistas destas. Tem inscrição? Não! Basta entrar como sócio do club CAAR & Amigos do RC e começar a treinar e no dia do evento mostrar o resultado dos seus treinos.

Então, não esqueça! Mesmo que o nosso hobby volta com toda força ainda pode participar do Virtual para manter o dedo ativo e a cabeça a toda.


sábado, 9 de maio de 2020

O mundo conhece e você?

Recentemente, voltamos a receber os emails do pessoal do VRC e o que podemos dizer? Depois de um primeiro contato frustrante em 2011 acabei descobrindo um novo simulador após usar o adaptador correto para o jogo. 

Não tem atraso, não trava e o realismo é impressionante. A disputa é muito real e conseguiu até me fazer sentir algo que não tinha faz tempo, tremedeira na disputa. Parecia um corrida real! Tem que se adaptar com o acerto de carro e rádio mas assim que pega o jeito dá até raiva quando perde uma corrida por erro bobo (parece o real mesmo). No momento que escrevo este artigo está acontecendo o Campeonato Latinoamericano de R/C Virtual com 104 participantes de países como: Brasil, Argentina, Equador, Colombia, Bolívia, México, Chile e outros.

Então, vejamos o que o pessoal do VRC tem a nos dizer sobre este simulador incrível:

"Ainda existem dúvidas de muitos corredores de R/C sobre o realismo do VRC sim e se é bom que eles comecem a usá-lo ao lado de suas atividades reais de R/C. Um sim nunca atinge 100% de realismo, nem mesmo em simuladores profissionais de F1 ou de aeronave. Peço 5 minutos do seu tempo para explicar.

Quando começamos o projeto VRC em 2005, não tínhamos idéia de quão perto chegaríamos, tanto com gráficos quanto com física. Porque, afinal, nosso r / c sim trata dessas duas coisas, ao contrário da maioria dos outros sims, onde o feedback físico desempenha um papel muito importante em toda a experiência.

Nosso objetivo era criar carros e pistas com aparência realista, para que a experiência visual do sim
fosse exatamente como no mundo real. Sinceramente, acho que percorremos um longo caminho, especialmente considerando que desenvolvemos o mecanismo de gráficos e os gráficos 3D, o que levou seis anos.

Em 2005, também começamos um experimento em que não tínhamos idéia de onde terminaria, o que poderíamos alcançar. A tarefa era fazer o carro se comportar o mais próximo possível de um carro de R/C real. Para fazer isso, tivemos que desenvolver uma compreensão completa dos aspectos físicos de um carro de R/C, a geometria, amortecedores, transmissão, pneus, aerodinâmica. Para a geometria, contamos com os dados dos fabricantes, mas aí acabou.

A modelagem física exigia que começássemos a testar todas essas coisas, usamos o registro de dados para entender as velocidades de aceleração, frenagem e curvas, desenvolvemos uma máquina de teste de pneus para reunir os dados indispensáveis ​​necessários para fazer com que os pneus se comportassem como deveriam e quais determinar muito a sensação do carro. Fizemos até testes em túneis de vento para entender a aerodinâmica dos corpos e asas usados ​​no R/C. Todas essas áreas eram territórios absolutamente desconhecidos, mas nós fomos lá, simplesmente não havia outra maneira de fazê-lo.

A última parte deste processo foi um teste interminável para ajustar os parâmetros do modelo físico para aproximar os diferentes carros da realidade. Conseguimos isso? Eu acredito que sim. Provavelmente estamos com 95% de realismo e aí parou. Para chegar ainda mais perto de 100%, os esforços superariam em muito o ganho que poderíamos obter. Veja os vídeos de comparação entre r / c real e virtual, acho que ninguém pode negar que chegamos perto.

Alguns dirão que não é nem de perto como meu chassis se comporta. Bem, existem inúmeras opções de configuração e pneus para aproximar o carro do seu gosto. E não se esqueça, quando alguém lhe empresta seu R/C real para dar umas voltas, as chances são de que você pense 'como diabos ele pode pilotar essa coisa'?

Vai levar tempo para se adaptar ao carro e à experiência visual, afinal um monitor de PC não é a sua visão do mundo real. Se você dedicar esse tempo, em breve apreciará todos os nossos esforços para criar este R/C sim.

Nesta semana, John Galbraith, do Canadá, postou o seguinte:

“Quando experimentei o VRC pela primeira vez, há cerca de 5 anos, me inscrevi na versão limitada e gratuita.

Com a maneira como as configurações padrão estão no jogo, assim que você tenta pela primeira vez, há todos os tipos de latência entre o transmissor e o carro reagindo à entrada do piloto, tornando os carros praticamente inguiáveis. A tentativa de um transmissor diferente não mudou o problema. Com este jogo sendo tão grande, não demorei (e talvez também outros usuários) a procurar no site por dicas de configuração, não encontrei facilmente nenhuma explicação sobre como configurar o transmissor, exponencial, o que é essencial em se livrar da latência.

Também não sabia que a compra de um pacote de expansão não só me daria carros mais rápidos, mas também apresentará uma experiência de condução mais realista. Eu só queria instalá-lo, experimentar algumas pistas e carros sem dedicar muito tempo (gratificação instantânea) para ver como funcionava e se eu deveria gastar dinheiro com isso. Fiquei impaciente e inicialmente decepcionado com o desempenho dos carros, culpei o jogo por ter um motor de física ruim (o que não é o caso) e depois de alguns dias me afastei dele para nunca mais voltar.

Algo durante este inverno me inspirou a pedir outro adaptador e tentar novamente (antes da
pandemia) e ele ficou na minha caixa de ferramentas por alguns meses. Finalmente, tentei de novo. Somente após semanas e horas de ajustes, tentando diferentes pacotes de expansão, descobrindo como obter pneus, rodas, carrocerias, assistindo a muitos replays e vídeos do YouTube, consegui chegar ao ponto em que tenho um veículo que não possui latência e unidades como a coisa real.

Eu acho que se muitas outras pessoas experimentaram a mesma coisa no início do jogo, talvez elas se afastaram.

Talvez a versão gratuita deva ter acesso a veículos com melhor desempenho e configuração e um breve link de vídeo para o YouTube sobre a importância da configuração do transmissor. Estou usando um transmissor barato que não possui ajuste de exponencial. Demorou um tempo para eu descobrir como ajustá-lo no software do jogo. ”

Obrigado John, é exatamente isso que estou tentando dizer a todos. Não espere que tudo funcione ao seu gosto à primeira vista. Você terá que investir tempo. Você se lembra do tempo e da frustração que levou para pilotar um R/C real no início? Faça outra tentativa, assim como John. Você não vai se arrepender!

Este poderia ser o momento de retomar as corridas de R/C. Obtenha um dos pacotes com tudo incluído que lhe dá acesso a todo o conteúdo, carros, componentes e pistas e comece a correr novamente!

Oferecemos assinaturas com tudo incluído por 6 e 12 meses, que lhe dão acesso a todas as pistas, chassis e componentes para esse período. É a melhor opção para experimentar toda a riqueza do VRC PRO.

Além disso, o VRC é o MELHOR investimento que você poderá ter em seu hobby, e especialmente agora. Desfrute de um treinamento sem fim e de muita diversão e emoção com a melhor física de R/C do mundo. Use todos os chassis de alto desempenho no onroad, offroad e rally e em pistas de renome mundial, pistas com as quais você só pode sonhar! Desafie seus amigos do R/C em uma sessão multiplayer.

APRECIE VRC - NÃO ESPERE O FIM DE SEMANA"

ATENÇÃO

SE QUISER INFORMAÇÕES SOBRE COMPRA DE PACOTES DO VRC E SE ESTIVER PRECISANDO DE UM ADAPTADOR DE QUALIDADE PARA USAR NO JOGO ENTRE EM CONTATO COM A GENTE (FS MODELSPORT MZ). 

TEMOS O ADAPTADOR À VENDA E ALGUMAS BOAS INFORMAÇÕES SOBRE PACOTES COMPLETOS PARA PASSAR À VOCÊS!

Fonte: VRC PRO

segunda-feira, 4 de maio de 2020

LATINOAMERICANO RC VIRTUAL 2020

Com essa pandemia mundial tudo foi afetado inclusive o nosso hobby preferido. Não estamos tendo corrida, treinos, nada relacionado ao R/C mas, graças a Deus, temos um excelente simulador que se chama VRC.

Todos estão realizando corrida virtuais, o automobilismo através do iRacing e outros e nós através do VRC PRO iremos realizar o Campeonato Latino Americano de RC Virtual com pilotos do México, Chile, Brasil, Argentina, Colombia, Equador, Bolívia entre outros. No total deveremos ter 74 pilotos participantes.


O formato vai ser o seguinte: 

Cada clube sede,  representando seu país, fará uma corrida classificatória para divisão dos pilotos em Grupo A, Grupo B e Novatos. Este evento será realizado de 04 a 08 de Maio na sede da CAAR no VRC PRO e para participar, ao entrar no jogo procure pelo evento de nome BRASIL - 1ERA ETAPA LATAM2020.

Sábado, dia 09 de Maio teremos a Semifinal com todos os pilotos correndo junto mas pontuando em seus respectivos grupos.

Domingo, dia 10 de Maio serão realizadas 3 finais.

Para quem não está habituado, no VRC cada piloto faz a sua corrida mas isso contra todos. Na Semi, o piloto vai ter 15 tentativas de fazer o seu melhor. Nas finais teremos apenas 1 tentativa.

A pista a ser usada é a Speedway traçado longo na categoria elétrico 13.5 SPEC.


Venha participar deste evento com a gente. Com certeza é melhor do que você imagina e para participar você precisa do seu rádio, um receiver e o adaptador para ligar seu receiver no computador.

O jogo é grátis e a pista a ser usada está disponível na versão gratuita e sobre a configuração mínima do computador, acredito que a sua máquina atenda as expectativas:

- WINDOWS XP SP3 (WORKS WITH WINDOWS 10)
- .NET FRAMEWORK 3.5
- HYPERTHREADED INTEL CPU, AMD ATHLON 64 CPU
- 256 MB PIXEL SHADER 2.0 GRAPHICS ADAPTER
- 2 GB SYSTEM RAM
- 2 GB FREE HARD DISK SPACE
- SOUNDBLASTER COMPATIBLE SOUNDCARD
- DSL INTERNET CONNECTION (512KBIT/S)
- VRC USB ADAPTER OR CONTROLLER (OPTIONAL)


Participe, com certeza é muito melhor do que imagina e tem cara muito bom na plataforma. Pilotos como Ronald Volker, Alexander Hagberg e Bruno Coelho estão utilizando e surpreendem até no VRC PRO.

No mundo do Nitro também tem muita gente boa lá, usando o VRC PRO, pilotos como Dario Balestri, Mirko Salemi, Simon Kurzbuch, Jeff Hamon entre outros.

Só você vai ficar fora dessa?

Latino Americano te aguarda, venhaaaaa!!!

domingo, 5 de abril de 2020

R/C na 40tena? Sim, claro!

E ainda estamos parados, muitos em casa sem sair para nada e outros cumprindo suas funções e voltando para casa logo em seguida mas todos estamos com nosso Hobby parado faz pelo menos 3 fins de semana.  Qualquer atividade social paralisada mas o nosso Hobby é algo mais que uma atividade social, é o nosso remédio anti-stress, nossa válvula de escape e nosso meio de fugir da loucura do dia-a-dia.

Agora a loucura piorou estamos em quarentena, presos em casa, sem nada para fazer e muitos de nós já desmontamos e montamos nossos chassis mais de 1 vez e com certeza está mais limpo que um kit zero. Já arrumaram todos os armários, a oficina está mais limpa que centro cirúrgico e agora já não temos muito o que fazer. E agora? Bom, a solução para esse tédio foi criada em 1998 e aperfeiçoada mais ou menos em 2013. 

VIDEOS VIRTUAL VS REAL
Em 1998, os Kits Serpent vinham com um disquete 3.5" e logo depois começaram a vir com um CD-Rom e dentro deles tinha o Virtual RC. Um "simulador" tosco que não atraiu muito a atenção mas tinha potencial no ponto de vista de seu criador Pieter Bervoets tanto que o mesmo vendeu a bem sucedida Serpent para seu principal piloto e foi se concentrar no desenvolvimento do simular.

Em 2004, lançou o VRC que era a versão melhorada do velho e tosco simulador. Mas ainda assim não era algo tão bom porém atraiu interessados e muitos começaram a usar um pouco mais. Todo evento importante estava lá o pessoal do VRC mostrando o simulador e assim conseguiram vender cópias, arrecadar um dinheiro para alavancar um pouco mais o desenvolvimento e foi deste jeito que a versão atual nasceu, o VRC PRO.

VIDEOS VIRTUAL VS REAL 

Nossa experiência com o VRC foi em 2011 e não ficou uma boa primeira impressão pois o gráfico era meio falho, dinâmica do jogo não era fluída e na época pode ser que o PC que tinha não era bom o suficiente para ter uma simulação melhor porém, estava acima do mínimo pedido pelo software. Esse foi o último contato que tivemos com o VRC.  O que ficou foi a parceria com a empresa que começou a manter um banner promocional no blog por um tempo.

UMA VOLTA NO REAL VS VIRTUAL

Um amigo vivia me perturbando para voltar a jogar e eu sempre com a mesma resposta: "...não gostei, não vale a pena!" E mais ou menos em 2013, lançaram o VRC PRO com muitas promessas, melhorias e até tentamos fazer um adaptador para usar o rádio em um novo teste mas o adaptador não funcionou e não houve a nova tentativa. Neste período teve uma adesão maior de membros mas estagnou, a plataforma não teve o retorno desejado e a empresa começou a pedir auxílio público de seus membros e futuros membros e o desenvolvimento do software se resumiu a um novo chassis ou categoria de tempos em tempos. Hoje a plataforma VRC está parada em relação a desenvolvimento e ainda pedem auxílio de seus usuários para manter o VRC PRO funcionando mas, entretanto, todavia, contudo, porém... temos o COVID19 e a quarentena. O mundo parou, todos em casa e o que fazer? Saudades do hobby, vamos experimentar o VRC PRO mas precisamos do que para usar?

Os requisitos mínimos do sistema para usar a plataforma são:

- Windows XP SP2 or newer
- .Net framework 3.5 or newer
- Hyperthreaded or multi-core CPU
- 256 MB Pixel Shader 2.0 graphics card (nVidia GeForce FX 5600 or ATI Radeon X600)
- 1 GB available system RAM (min. 2GB recommended)
- 2 GB free hard disk space
- Soundblaster compatible soundcard
- DSL internet connection (512kbit/s)
- VRC USB adapter or controller (optional)

Como podemos notar não houve evolução nem na plataforma e muito menos nos requisitos mínimos e hoje a maioria dos Notebooks e Desktops atende aos requisitos o que não é ruim pois facilita o uso de novos usuários. 


E ESSE, É REAL OU VIRTUAL? MUITO IGUAL E ESTA PISTA É FREE

E este conjunto de fatores: Quarentena, Notebook e Desktop atendendo mais que o mínimo facilmente e Youtube para ajudar a criar um adaptador para o controle fez com que o VRC PRO voltasse ao cenário do R/C mundial.

Hoje as salas Multiplayers estão bombando, os campeonatos estão aflorando a cada minuto e gente do mundo inteiro jogando e se desafiando. Pilotos profissionais jogando com todos e fazendo lives dos jogos. 

Com certeza se tem empresa que está se beneficiando deste período horroroso, a VRC PRO é uma delas. Novos usuários, velhos jogadores e aqueles que nunca mais quiseram jogar estão todos na plataforma disputando campeonatos e gastando apenas seu tempo e as baterias do rádio.

O VRC PRO disponibiliza poucas pistas de graça mas a maioria dos campeonatos estão sendo realizados nestas pistas podendo ter disputas em mais categorias do que corremos normalmente e o adaptador para utilizar o rádio no jogo você pode fazer em casa por mais ou menos R$60,00 e tem tutorial bem simples no youtube ou seja, todos podem jogar e vale a pena. O que vai ser do VRC PRO pós COVID19? Não sabemos mas enquanto estivermos na quarentena ainda vai bombar mais e pode ter certeza, essa quarentena vai longe ainda 😢.

Novos usuários estão gostando muito da plataforma, nosso amigo Diogo Silva começou a jogar agora e nas palavras dele:

"Eu achei mais fiel que de automobilismo. De automobilismo sempre parece q vc ta mais lento q a realidade por nao sentir forças G. Tem q ir pela marcha e tal... do carrinho nao, é bem mais proximo da realidade mesmo. Mto legal."

O amigo que vivia me perturbando para voltar a jogar, Felipe Franceschi diz apenas uma coisa sobre o jogo:

"VRC Rules"

E o que mais tem algo a dizer sobre o jogo é nosso companheiro de XRAY, de Brasília, Pedro Moises:

"Toda e qualquer competição / simulação faz melhorar a sua perfomance, sendo muito real ou pouco real. Afinal todos os simuladores do mundo, até os da F1 não acabam reproduzindo 100% da realidade e no final é um jogo. O VRC me mantém na competitividade, trabalhando meu foco e minha atenção, onde todos os meus amigos estão no mesmo nível de equipamento que eu, quem faz a diferença é o piloto. Sou fan 100% disso! VRC na veia!" 

O VRC PRO realmente está conquistando muitos usuários e até quem não gostava em 2011 (este que vós escreve) foi arrebatado e está competindo em tudo o que pode e consegue. O simulador realmente mudou muito e ficou muito bom. Diria que vale a pena o teste e se não gostar o prejuízo se resume a R$60,00 mas se gostar muito vai querer gastar comprando os pacotes com mais pistas e opção de correr com tudo liberado.

Pense em um piloto professional. Pensou? Ele provavelmente está no VRC PRO e você? Dê uma chance, eu sei quem deu mais uma oportunidade ao VRC PRO e gostou.

ERRATA: Apenas corrigindo as datas, o VRC PRO foi lançado em 1º de setembro de 2011 após 6 anos de BETA TEST e em 2013 foi atualizado, melhorado e lançado o novo modelo de usuário que tinha o atual FREE TO PLAY e o ALL INCLUSIVE porém em 2013 existia o ALL limitado como de hoje e o ilimitado que deixou de existir!

sábado, 21 de março de 2020

19 x 0 para o vírus!

Estamos hoje todos em quarentena, nossas pistas fechadas em respeito a seus associados e outras pessoas que nos ajudam a manter a pista funcionando. Não vamos falar de COVID-19 pois tenho certeza que todos estão mais do que cientes do que é, do que pode acontecer e o que precisa fazer a respeito.

Mas vamos pensar qual será o efeito do COVID-19 em nosso hobby. O efeito na economia também já temos uma idéia ou até mesmo, estamos passando pelo efeito enquanto lemos este artigo. O efeito econômico no hobby é claro e obvio pois se todos estamos com nossas empresas fechadas ou com movimento extremamente reduzido teremos uma grande perda de nossas receitas ou em casos extremos até mesmo reduzir a zero.

Então já sabemos o efeito do COVID-19 em nós, seres humanos. Também temos idéia do efeito em nossa economia mas em um cenário onde todos sobrevivemos e economicamente arranhados apenas temos outro ponto a pensar, nosso hobby.

Campeonato Brasileiro de Nitro Onroad adiado, Pré-mundial adiado, Campeonatos regionais adiados e não temos idéia de quando iremos retomar. Teremos o Mundial aqui no Brasil? Não sei não!

Pense em alguns itens do seu R/C que não são produzidos na China. Pensou em poucos ou quase nenhum correto? Aliás, se for praticante do Nitro até consegue pensar em motor, pneu, bolhas, chassis.

Vamos começar pelo EP,  nossos ESCs, motores, baterias, carregadores, alguns chassis, algumas marcas de bolhas e muitos opcionais são fabricados na China. A China parou, fechou suas fábricas e agora está retomando sua produção mas já temos no mundo falta de produtos.

Você corre de EP, gosta da Hobbywing? No momento não temos produtos na Hobbywing America, nosso Hobby vai enfrentar uma falta generalizada de produtos e isso poderá afetar a continuidade do hobby este ano. 

Lembre, neste momento estamos falando de um cenário pós COVID-19 no Brasil. Todos sobrevivemos, etc lembra? Então, você pode dizer: "Sou praticante do nitro" e agora pense. Seu motor é fabricado em que país? O pneu de espuma que você usa é fabricado onde? Sua bolha, vem da onde?

Então esse COVID-19 está mexendo com nossas vidas e vai mexer com a nossa válvula de escape logo logo. O mundo está parado, Itália que fabrica a maioria das marcas de motores, pneus e bolhas de nitro está um caos. Toda cadeia de produção afetada na Europa.  Estamos em uma quarentena e teremos uma quarentena forçada do hobby após a tormenta. 

Agora? Qual reação esperar do mercado? Com demanda e pouca oferta, irão se aproveitar da situação? Após tudo isso, iremos ver nosso hobby com os mesmos olhos? Sabemos, hoje, agora, que nosso hobby é algo supérfluo mas vamos sair dessa e iremos todos ter o desejo de retomar a vida e nesta hora o hobby será retomado.

Agora, depois de tudo isso o que pensar? 

- Dólar girando em torno de R$5,00;
- Produção afetada na China;
- Europa um caos;
- Estados Unidos entrando na crise e
- Brasil não havia nem saído da crise e agora vai entrar em outra pior.

E agora José? 

sábado, 7 de março de 2020

Sábado é Sábado!

Hoje, sábado dia 07/03/2020, foi realizada a 2ª etapa do Campeonato Curitibano das categorias Stock e Modified e a primeira corrida da CAAR realizada em um sábado valendo pelo Campeonato. Qual é a conclusão? Corrida sábado é muito bom. Sábado todos já estão na pista, fez-se a corrida e amanhã todos tem o domingo com a família e um momento de descanso.

Corrida sábado acredito que foi aprovada por todos! Agora falando da corrida, na Modified sentiu-se a falta do atual campeão brasileiro que não está participando e não sabemos por que. Tivemos apenas 5 inscritos na Modified porém esperamos que haja mais inscritos com o decorrer do ano pois já soubemos que terá em breve outro XRAY T4'20 mas na Modified fora pilotos que prometem o retorno às pistas em breve.

Já que estamos falando de modified nesta categoria apesar de poucos inscritos o nível é alto dos 5 inscritos, 3 foram finalistas do brasileiro de 2019. A pole ficou com Diogo Rocha que parece ter pego gosto pelo "EP zinho" como ele diz. Diogo fez a pole nas duas etapas realizadas até agora.



Mais uma vez, o prateado Fabiano Franco estava lá na disputa chegando em 2º lugar ao fim da prova. Diogo Rocha ganhou todos os heats mas no 3 heat, por ter esquecido de lacrar o pneu e bateria, foi desclassificado somando 0 pontos no heat o que fez Fabiano Franco assumir a liderança com 3 pontos de vantagem. No fim da prova, Diogo conseguiu reverter o resultado e levou a etapa no critério de desempate.

Lucas Baruffi, foi o único piloto a baixar dos 13 segundos e estabeleceu o recorde do traçado virando 12,906 segundos. A 3ª etapa promete e esperamos ver mais gente correndo na Modified.

O resultado da etapa foi:
  1. Diogo Rocha - XRAY T4'19 - 20 pontos
  2. Fabiano Franco - Yokomo BD9 - 20 pontos
  3. Lucas Baruffi - Mugen MTC1 - 15 pontos
  4. Willian Capitelli - Awesomatix  - 11 pontos
  5. Lincoln Almeida - ARC R11 (Representado na foto por Gustavo Zem) - 5 pontos




Já na Stock 8.5 Blink, tivemos 11 inscritos e quem dominou o evento foi o outro prateado, Luiz Sergio Gonzaga que levou 3 dos 5 heats mas teve momentos de tirar o dedo administrando o resultado. Gonzaga levou a 1ª e agora a 2ª etapa e confidenciou que desde 2015 não tem um carro tão bom assim.

Mas Gonzaga não levou a Pole, nas duas etapas o pole foi Pedro Thieme mas nos heats não tem tido sorte e sempre se envolve em acidentes. Pedro teve 2 desistências e assim perdeu a chance de um bom resultado na etapa.


11 pilotos é sinônimo de disputas acirradas e alguns acidentes também, tivemos muito de tudo. Muita
disputa e ultrapassagens lindas no fim da reta entrando no "S".  A 8.5 BLINK continua muito disputada e é onde temos a concentração dos T4'20.

Na Stock o resultado foi:
  1. Luiz Sergio Gonzaga - XRAY T4'20 - 53 pontos
  2. Adriano Ferro - Mugen MTC1 -  47 pontos
  3. Gustavo Zem - XRAY T4'20 - 37 pontos
  4. Otávio Langowski - Awesomatix - 35 pontos
  5. Cleverson Adir - XRAY T4'19 - 28 pontos
  6. Chico Lima - XRAY T4'18 - 28 pontos
  7. Clarel Castilhos - XRAY T4'20 - 27 pontos
  8. Rodrigo Stella - Mugen MTC1 - 24 pontos
  9. André - XRAY T4'19 - 24 pontos
  10. Pedro Thieme - XRAY T4'20 - 14 pontos
  11. Thiago Silvestrini - Yokomo BD8 - 12 pontos
Agora, que venha a 3ª etapa que será realizada 05 de abril, um domingo. Não deixe de participar, com certeza valerá muito a pena.

Fotos: Nilton Ohta e Flávio Salinet

terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

1º lugar, só deu prateado!

Mais um ano começa e já foi realizada a 1ª etapa do Campeonato Curitibano e este ano com novidades. 

Primeiramente, como foi em 2018, o ano foi dividido em 2 campeonatos: 1º semestre será o Curitibano e no 2º semestre teremos o Paranaense.

E no embalo do resgate do passado, voltamos a ter a categoria Modified com motores 10.5 Turbo (todos usando Hobbywing Gen3) e mantivemos a categoria Stock com motores 8.5 Blink nos moldes de 2019.

A novidade maior este ano serão as corridas aos sábados, uma experiência que pode dar certo,
Retorno da Modified com um velho Campeão
veremos em breve pois a próxima corrida já será em um sábado.

Na 1ª etapa tivemos a vitória do velho piloto Fabiano Franco na Modified e do piloto Véio Gonzaga na categoria Stock. 

Muitas disputas na modified e na Stock, algo muito estranho aconteceu, os pilotos bateram muito o que é algo fora do normal.

Estreia de uma novo piloto, André com XRAY
Todos estavam esperando o retorno da Modified e também havia uma espera enorme com a estreia do novo XRAY T4'20 que realmente se mostrou um carro muito bom. Na stock fez a pole e ganhou a etapa.

Já são 9 anos de Campeonatos de elétrico na CAAR e sempre com um clima de muita amizade, companheirismo e competitividade. 

Agora é esperar a próxima etapa para vermos mais disputas de alto nível e sempre esperando um grid cada vez maior.

Agora com apenas 5 heats de 8 minutos e com a pole sendo disputada em 5 minutos valendo as 3 melhores voltas consecutivas tivemos os seguintes resultados nesta primeira etapa:

Categoria Stock, o pole foi Pedro Thieme 


Na categoria Modified, o pole foi Diogo Silva

Depois de 5 heats disputados da Derby, quer dizer, Stock tivemos o seguinte pódio:

  1. Luiz Sergio Gonzaga - XRAY T4'20
  2. Adriano Ferro - Mugen MTC1
  3. Clarel Castilhos - XRAY T4'19
  4. Rodrigo Stella - Mugen MTC1
  5. Chico Lima - XRAY T4'18
Na categoria Modified 10.5 TURBO, os vitoriosos foram:


  1. Fabiano Franco - Yokomo BD9
  2. Diogo Rocha - XRAY T4'19
  3. Lucas Baruffi - Mugen MTC1
  4. Lincoln Almeida - ARC R11
  5. Helton Casa - XRAY T4'19

E que comecem os treinos para a próxima etapa que será realizada dia 07 de Março, no velho Circuito da CAAR sentido horário ou como estamos acostumados a dizer, circuito antigo ao contrário. Aparecem, se não para correr, para assistir a todos os heats.




A 10.5 Turbo está muito rápida, vale a pena prestigiar. 

Nós vemos lá!!!

Fotos: Nilton Ohta e Chico Lima