sábado, 21 de março de 2020

19 x 0 para o vírus!

Estamos hoje todos em quarentena, nossas pistas fechadas em respeito a seus associados e outras pessoas que nos ajudam a manter a pista funcionando. Não vamos falar de COVID-19 pois tenho certeza que todos estão mais do que cientes do que é, do que pode acontecer e o que precisa fazer a respeito.

Mas vamos pensar qual será o efeito do COVID-19 em nosso hobby. O efeito na economia também já temos uma idéia ou até mesmo, estamos passando pelo efeito enquanto lemos este artigo. O efeito econômico no hobby é claro e obvio pois se todos estamos com nossas empresas fechadas ou com movimento extremamente reduzido teremos uma grande perda de nossas receitas ou em casos extremos até mesmo reduzir a zero.

Então já sabemos o efeito do COVID-19 em nós, seres humanos. Também temos idéia do efeito em nossa economia mas em um cenário onde todos sobrevivemos e economicamente arranhados apenas temos outro ponto a pensar, nosso hobby.

Campeonato Brasileiro de Nitro Onroad adiado, Pré-mundial adiado, Campeonatos regionais adiados e não temos idéia de quando iremos retomar. Teremos o Mundial aqui no Brasil? Não sei não!

Pense em alguns itens do seu R/C que não são produzidos na China. Pensou em poucos ou quase nenhum correto? Aliás, se for praticante do Nitro até consegue pensar em motor, pneu, bolhas, chassis.

Vamos começar pelo EP,  nossos ESCs, motores, baterias, carregadores, alguns chassis, algumas marcas de bolhas e muitos opcionais são fabricados na China. A China parou, fechou suas fábricas e agora está retomando sua produção mas já temos no mundo falta de produtos.

Você corre de EP, gosta da Hobbywing? No momento não temos produtos na Hobbywing America, nosso Hobby vai enfrentar uma falta generalizada de produtos e isso poderá afetar a continuidade do hobby este ano. 

Lembre, neste momento estamos falando de um cenário pós COVID-19 no Brasil. Todos sobrevivemos, etc lembra? Então, você pode dizer: "Sou praticante do nitro" e agora pense. Seu motor é fabricado em que país? O pneu de espuma que você usa é fabricado onde? Sua bolha, vem da onde?

Então esse COVID-19 está mexendo com nossas vidas e vai mexer com a nossa válvula de escape logo logo. O mundo está parado, Itália que fabrica a maioria das marcas de motores, pneus e bolhas de nitro está um caos. Toda cadeia de produção afetada na Europa.  Estamos em uma quarentena e teremos uma quarentena forçada do hobby após a tormenta. 

Agora? Qual reação esperar do mercado? Com demanda e pouca oferta, irão se aproveitar da situação? Após tudo isso, iremos ver nosso hobby com os mesmos olhos? Sabemos, hoje, agora, que nosso hobby é algo supérfluo mas vamos sair dessa e iremos todos ter o desejo de retomar a vida e nesta hora o hobby será retomado.

Agora, depois de tudo isso o que pensar? 

- Dólar girando em torno de R$5,00;
- Produção afetada na China;
- Europa um caos;
- Estados Unidos entrando na crise e
- Brasil não havia nem saído da crise e agora vai entrar em outra pior.

E agora José? 

sábado, 7 de março de 2020

Sábado é Sábado!

Hoje, sábado dia 07/03/2020, foi realizada a 2ª etapa do Campeonato Curitibano das categorias Stock e Modified e a primeira corrida da CAAR realizada em um sábado valendo pelo Campeonato. Qual é a conclusão? Corrida sábado é muito bom. Sábado todos já estão na pista, fez-se a corrida e amanhã todos tem o domingo com a família e um momento de descanso.

Corrida sábado acredito que foi aprovada por todos! Agora falando da corrida, na Modified sentiu-se a falta do atual campeão brasileiro que não está participando e não sabemos por que. Tivemos apenas 5 inscritos na Modified porém esperamos que haja mais inscritos com o decorrer do ano pois já soubemos que terá em breve outro XRAY T4'20 mas na Modified fora pilotos que prometem o retorno às pistas em breve.

Já que estamos falando de modified nesta categoria apesar de poucos inscritos o nível é alto dos 5 inscritos, 3 foram finalistas do brasileiro de 2019. A pole ficou com Diogo Rocha que parece ter pego gosto pelo "EP zinho" como ele diz. Diogo fez a pole nas duas etapas realizadas até agora.



Mais uma vez, o prateado Fabiano Franco estava lá na disputa chegando em 2º lugar ao fim da prova. Diogo Rocha ganhou todos os heats mas no 3 heat, por ter esquecido de lacrar o pneu e bateria, foi desclassificado somando 0 pontos no heat o que fez Fabiano Franco assumir a liderança com 3 pontos de vantagem. No fim da prova, Diogo conseguiu reverter o resultado e levou a etapa no critério de desempate.

Lucas Baruffi, foi o único piloto a baixar dos 13 segundos e estabeleceu o recorde do traçado virando 12,906 segundos. A 3ª etapa promete e esperamos ver mais gente correndo na Modified.

O resultado da etapa foi:
  1. Diogo Rocha - XRAY T4'19 - 20 pontos
  2. Fabiano Franco - Yokomo BD9 - 20 pontos
  3. Lucas Baruffi - Mugen MTC1 - 15 pontos
  4. Willian Capitelli - Awesomatix  - 11 pontos
  5. Lincoln Almeida - ARC R11 (Representado na foto por Gustavo Zem) - 5 pontos




Já na Stock 8.5 Blink, tivemos 11 inscritos e quem dominou o evento foi o outro prateado, Luiz Sergio Gonzaga que levou 3 dos 5 heats mas teve momentos de tirar o dedo administrando o resultado. Gonzaga levou a 1ª e agora a 2ª etapa e confidenciou que desde 2015 não tem um carro tão bom assim.

Mas Gonzaga não levou a Pole, nas duas etapas o pole foi Pedro Thieme mas nos heats não tem tido sorte e sempre se envolve em acidentes. Pedro teve 2 desistências e assim perdeu a chance de um bom resultado na etapa.


11 pilotos é sinônimo de disputas acirradas e alguns acidentes também, tivemos muito de tudo. Muita
disputa e ultrapassagens lindas no fim da reta entrando no "S".  A 8.5 BLINK continua muito disputada e é onde temos a concentração dos T4'20.

Na Stock o resultado foi:
  1. Luiz Sergio Gonzaga - XRAY T4'20 - 53 pontos
  2. Adriano Ferro - Mugen MTC1 -  47 pontos
  3. Gustavo Zem - XRAY T4'20 - 37 pontos
  4. Otávio Langowski - Awesomatix - 35 pontos
  5. Cleverson Adir - XRAY T4'19 - 28 pontos
  6. Chico Lima - XRAY T4'18 - 28 pontos
  7. Clarel Castilhos - XRAY T4'20 - 27 pontos
  8. Rodrigo Stella - Mugen MTC1 - 24 pontos
  9. André - XRAY T4'19 - 24 pontos
  10. Pedro Thieme - XRAY T4'20 - 14 pontos
  11. Thiago Silvestrini - Yokomo BD8 - 12 pontos
Agora, que venha a 3ª etapa que será realizada 05 de abril, um domingo. Não deixe de participar, com certeza valerá muito a pena.

Fotos: Nilton Ohta e Flávio Salinet